Dança das cadeiras ainda depende de Fernando Alonso.

Como em toda temporada, à medida em que o Grande Prêmio de Monza se aproxima, as especulações tomam conta do paddock. Já não é segredo que a McLaren quer a todo custo ter como piloto Fernando Alonso. Caso não consiga contar com o espanhol, a equipe britânica tentará contratar Sebastian Vettel. Ambos têm compromissos com suas equipes, sendo que o primeiro tem contrato até 2016 e o segundo até o fim da próxima temporada.

Alonso é tido, por imensa maioria, como o melhor piloto do grid e sua capacidade é inquestionável. Mesmo não sendo aquele de sua preferência, Ron Dennis cedeu às exigências da Honda de tentar tê-lo novamente na McLaren. Algo que chama atenção é o fato de Lewis Hamilton, “cria” de Dennis e motivo pelo qual Alonso deixou a equipe de Woking no fim de 2007, após aquela conturbada temporada, não estar entre os preferidos (é apenas a terceira opção), pois seu contrato com a Mercedes também vai até o fim do próximo ano.

A Honda definitivamente prefere o espanhol. Vale mencionar que o bicampeão é admirador da cultura oriental, frequentemente parafraseia frases relacionadas a Samurais, tendo inclusive tatuado um em suas costas. Claro que isso não é um fator determinante, mas sem dúvida agrada aos japoneses.

Outra especulação que ganha força é a de que há cláusula contratual de performance, que libera o espanhol antes do seu termo final, portanto sem o pagamento de multa rescisória. Há muitas teorias, mas as que mais fazem sentido são em relação à posição da equipe no mundial de construtores ou à diferença para o primeiro colocado no de pilotos, quiçá ambas. De toda forma, toda e qualquer mudança nas grandes equipes depende principalmente da decisão que o espanhol tomar.

Considera-se um Samurai?!

Considera-se um Samurai?!

Entretanto, a probabilidade de mudanças drásticas na composição das escuderias deve ficar apenas para 2016. Seria inclusive um tempo razoável para que o piloto da Ferrari pudesse refletir se valeria a pena deixar a escuderia que, apesar de não lhe ter proporcionado um carro à altura nos últimos anos, enfim parece ter visualizado seus principais pontos fracos, notadamente diante das importantes mudanças de ordem técnica que a equipe vem fazendo, a exemplo da chegada de James Alisson, Dirk de Beer e Marco Mattiacci.

Em entrevista ao Skysports, Alonso declarou que, hoje, não pretende deixar a Ferrari, ficou lisonjeado pelo interesse das outras equipes, mas que deseja ser campeão pela escuderia de Maranello:

Não é minha intenção, no momento, sair, eu quero vencer aqui e terminar o trabalho que começamos há alguns anos. Tem havido muita conversa desde o último verão, mas da minha boca nunca saiu nenhum interesse de deixar a Ferrari ou alguma palavra dizendo que eu me juntaria a outra equipe. Houve muita especulação, o que não perturba, mas criou um pouco de tensão e estresse. Você ainda fica feliz e orgulhoso quando as grandes equipes têm interesse em você.”

Da mesma forma, Sebastian Vettel, que tem sofrido para se adaptar ao carro deste ano, enquanto seu companheiro já venceu três vezes, ainda terá um monoposto desenhado por Adrian Newey em 2015, o que não mais acontecerá a partir de 2016, já que o projetista desempenhará outro papel junto a RBR, longe da F1, cujos detalhes ainda não foram revelados.

A decisão do espanhol atinge diretamente também Jenson Button. Caso o espanhol tivesse aceitado o convite já para temporada do ano que vem, o inglês, de 34 anos, seria o mais cotado para deixar a equipe, tendo inclusive afirmado que existe a possibilidade de se aposentar ao fim deste campeonato. Mas, pelos motivos elencados acima, Button e Magnussen devem ter seus lugares assegurados pelo menos até o fim de 2015.

Há que se observar também a situação dos pilotos da Mercedes, líder absoluta na atual temporada. Não obstante as mudanças principais estarem reservadas para o ano de 2016, se o clima no fim do ano não for dos melhores e principalmente caso Hamilton saia perdedor da disputa, ganha peso a possibilidade de o inglês deixar a equipe.

Lewis encontra-se numa situação parecida com aquela vivenciada por Alonso em 2007, inclusive o desfecho pode ser o mesmo. Naquele ano, o espanhol deixou a McLaren e retornou a Renault, que já não era mais aquela equipe vitoriosa de outrora. A questão é saber onde haveria vaga para o inglês.

Mudanças significativas?

Mudanças significativas?

Uma possibilidade real, seria a ida do inglês para a Williams, enquanto o jovem promissor Valtteri Bottas assumiria seu lugar na Mercedes, conforme debatido com o amigo Andoni Campos no twitter. A Williams já demonstrou interesse em renovar o contrato do finlandês, mas ainda não o fez, enquanto Lewis e sua equipe adiaram as negociações.

Em tal hipótese, Hamilton assinaria contrato de um ano com a nova equipe e esperaria pelas decisões de Alonso e Vettel para só então poder pensar nas equipes que regularmente vêm disputando título nas temporadas passadas. Isso se permanecer na Williams não fosse um bom negócio, já que a equipe voltou a conseguir bons resultados na temporada atual.

Voltando à situação de Alonso. Além do interesse da McLaren, sua atual equipe já fez proposta de renovação até 2019. Resta saber se a equipe inglesa esperará mais uma temporada pela decisão do espanhol. Se o interesse da Honda for tão grande o quanto se comenta, provavelmente aproveitarão o próximo ano para continuar tentando persuadir o espanhol a deixar a Ferrari.

A saída do bicampeão para a McLaren não significa certeza de sucesso, já que há todo um projeto a ser desenvolvido pela nova parceria com a Honda. Por outro lado, é a primeira vez que James Alisson e Dirk de Beer, contratados a seu pedido, serão os responsáveis pela concepção do próximo carro da escuderia italiana.

O espanhol terá de tomar uma difícil decisão. Talvez a maior de sua carreira, já que sua opção será onde provavelmente se aposentará. Mas isso deve ficar apenas para o ano que vem.

02/09/14.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s