Niki Lauda rebate os críticos da nova Fórmula 1.

Em entrevista exclusiva para a revista inglesa Autosport, Niki Lauda não viu com bons olhos as críticas feitas à Fórmula 1 por dois de seus importantes nomes: Bernie Ecclestone, chefe da categoria, e Luca di Montezemolo, Presidente da Ferrari. Para o austríaco, ao fazê-lo de forma aberta, estão correndo o risco de destruir a imagem do esporte.

As críticas foram realizadas com mais força antes da ótima corrida do GP do Bahrein. Como as duas primeiras etapas deixaram a desejar no quesito emoção, de fato, houve espaço para insatisfação geral, principalmente do público, pois as novas regras pareciam não ter feito bem ao esporte.

lucaebernie

Montezemolo e Ecclestone – Ícones do automobilismo.

Atualmente ocupando um cargo de diretor não executivo, o tricampeão nas temporadas de 75, 77 e 84 – que teve sua rivalidade com James Hunt retratada no filme Rush, no limite da emoção – considerou estúpida a forma como personalidades de tão importância falavam mal da categoria abertamente e comparou o fato à hipótese em que o diretor critica seu próprio filme, antes mesmo de ser lançado:

” Se Ron Howard tivesse dito ‘eu estou fazendo o filme Rush e posso dizer, é o pior filme que eu já fiz’. É 0 que está acontecendo com a Fórmula 1. Se ele tivesse dito isso antes do filme sair, ninguém teria ido vê-lo. Portanto, o que estamos fazendo agora é destruir nosso próprio esporte.”

“Acredito que tudo começou na Austrália, porque os organizadores reclamaram do volume do barulho (do motor) e Bernie reclamou desde o primeiro dia do seu ruído. Então foi-se para a dinâmica da corrida e Montezemolo disse que não havia combustível suficiente.”

“Neste momento todos expuseram seu próprio problema e eu nunca vi uma abordagem tão estúpida. Como podem fazer isso? Eu estou falando como uma pessoa normal, não como alguém da Mercedes. É ridículo”

Niki Lauda, que se encontrou com Ecclestone e representantes das equipes no Bahrein para discutir sobre os problemas das novas regras, espera que as críticas diminuam, após o consenso de que tentarão aumentar o ruído do motor para reduzir a preocupação de quem promove o espetáculo, porém, na visão do austríaco, as reclamações não passam de uma tentativa de mudança de regras no meio da competição, por conta do domínio da Mercedes no início da temporada:

“Eu não me importo com quem ganha, mas é extremamente injusto que agora todos esperneiem, porque as primeiras corridas foram vencidas pela Mercedes. Red Bull e Sebastian Vettel entediaram a todos a partir da metade da última temporada ganhando nove corridas e ninguém disse nada. É injusto. Graças a Deus, eu só posso dizer, depois do domínio da Red Bull ano passado, que agora há alguém mais. É o melhor que se pode fazer pelo esporte, portanto esqueçam.”

Nessa discussão, cada um defende seus interesses. Bernie Ecclestone, que recentemente enfrentou as Justiças inglesa e alemã, a cada dia vê seu poder diminuir. A Ferrari desde 2008, quando ganhou o campeonato de construtores, não sabe o que é conquistar um título. E Niki Lauda, hoje diretor da Mercedes, teme que uma mudança no meio da competição custe o domínio imposto, até então, por sua equipe.

E o tricampeão tem razão. Na última temporada, até a sua primeira metade, a disputa estava acirrada entre Vettel e Alonso. Após uma alteração no composto dos pneus, o alemão conseguiu vencer nove corridas consecutivas. Adrian Newey e Christian Horner não escondem o fato de que sem a mudança no meio da temporada, provavelmente não teriam vencido.

Apesar de afirmar que só quer alterações para o ano que vem e mesmo com a corrida excepcional do GP do Bahrein, a Ferrari continua criticando as novas regras, publicando essa semana em seu site a opinião do presidente do comitê olímpico italiano acerca da nova fórmula 1, mas, finalmente, parece ter entendido que a mudança de que mais precisa é a interna.

lucaeniki lucaeniki2

(Acima Montezemolo e seu então piloto Niki Lauda. Na outra imagem, uma versão mais atual.)

Luca di Montezemolo não gostou nada do desempenho dos carros no deserto bareinita. A primeira modificação culminou na saída de Stefano Domenicali. Embora tenha noticiado que houve pedido demissão, a hipótese mais provável é que o presidente da Ferrari tenha lhe concedido uma saída honrosa. Seu substituto é Marco Mattiacci, responsável pelo sucesso da montadora Ferrari no mercado americano.

E quem sabe a Ferrari já não esteja acertando a mão também na evolução do carro. Fernando Alonso liderou o primeiro treino livre do GP da China e no segundo ficou apenas a pouco mais de um décimo de Hamilton, porém à frente de Nico Rosberg, resultado surpreendente se levarmos em conta que a maior dificuldade apresentada pelo F14T é o alcance de velocidade em reta, característica predominante dessa pista.

Embora a última corrida tenha sido espetacular, nada é tão bom que não possa melhorar. É o que acontecerá caso outras equipes consigam ameaçar o domínio mostrado pela Mercedes. A disputa pelos primeiros lugares é sempre muito mais emocionante. Os torcedores estavam sentindo falta de emoção, mas o tédio prevalecerá, se a disputa se resumir aos pilotos da equipe alemã.

Ainda resta um treino livre que acontecerá a partir da meia noite deste sábado, enquanto que o classificatório acontecerá às 03:00hs. Já a corrida tem horário marcado para as 04:00hs de domingo.

Resultados dos dois primeiros treinos livres – China:

1º Treino

Piloto nº do carro Equipe
1 Fernando Alonso 14 Ferrari 1:39.783
2 Nico Rosberg 6 Mercedes 1:40.181
3 Daniel Ricciardo 3 Red Bull 1:40.772
4 Jenson Button 22 McLaren 1:40.970
5 Nico Hulkenberg 27 Force India 1:41.175
6 Kevin Magnussen 20 McLaren 1:41.366
7 Jean-Eric Vergne 25 Toro Rosso 1:41.505
8 Lewis Hamilton 44 Mercedes 1:41.560
9 Sebastian Vettel 1 Red Bull 1:41.629
10 Felipe Massa 19 Williams 1:41.699
11 Daniil Kvyat 26 Toro Rosso 1:41.977
12 Romain Grosjean 8 Lotus 1:42.090
13 Felipe Nasr 77 Williams 1:42.265
14 Giedo van der Garde 99 Sauber 1:42.615
15 Sergio Perez 11 Force India 1:42.733
16 Pastor Maldonado 13 Lotus 1:43.731
17 Kamui Kobayashi 10 Caterham 1:44.038
18 Esteban Gutierrez 21 Sauber 1:44.162
19 Jules Bianchi 17 Marussia 1:44.270
20 Max Chilton 4 Marussia 1:44.782
21 Marcus Ericsson 9 Caterham 1:44.835
22 Kimi Raikkonen 7 Ferrari No time

2º treino

Piloto nº do carro Equipe
1 Lewis Hamilton 44 Mercedes 1:38.315
2 Fernando Alonso 14 Ferrari 1:38.456
3 Nico Rosberg 6 Mercedes 1:38.726
4 Daniel Ricciardo 3 Red Bull 1:38.811
5 Sebastian Vettel 1 Red Bull 1:39.015
6 Felipe Massa 19 Williams 1:39.118
7 Kimi Raikkonen 7 Ferrari 1:39.283
8 Jenson Button 22 McLaren 1:39.491
9 Romain Grosjean 8 Lotus 1:39.537
10 Daniil Kvyat 26 Toro Rosso 1:39.648
11 Nico Hulkenberg 27 Force India 1:39.736
12 Kevin Magnussen 20 McLaren 1:39.744
13 Jean-Eric Vergne 25 Toro Rosso 1:39.759
14 Valtteri Bottas 77 Williams 1:39.830
15 Sergio Perez 11 Force India 1:40.124
16 Esteban Gutierrez 21 Sauber 1:40.359
17 Adrian Sutil 99 Sauber 1:40.395
18 Pastor Maldonado 13 Lotus 1:40.455
19 Jules Bianchi 17 Marussia 1:42.327
20 Max Chilton 4 Marussia 1:43.473
21 Kamui Kobayashi 10 Caterham 1:43.530
22 Marcus Ericsson 9 Caterham 1:43.679
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s